Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/06/18 às 15h49 - Atualizado em 30/10/18 às 15h50

Biotic começa a funcionar querendo gerar novo modelo econômico para Brasília

Foto: Cleverlan Costa

O Governo de Brasília inaugurou nesta quinta-feira, 21, o Parque Tecnológico Biotic, na Granja do Torto, tornando realidade um projeto que ao longo de mais de vinte anos atravessou várias administrações no Distrito Federal. A solenidade de inauguração ocorreu no edifício de governança, que são dois blocos de três andares com 6 mil m², onde já estão instalados a primeira sede própria da Fundação de Apoio à Pesquisa, FAP-DF e uma unidade do Sebrae. Instituto Federal de Brasília e Embrapa também estarão no Biotic em breve. O prédio, uma construção moderna e ambientalmente sustentável, custou R$ 50 milhões de reais e foi erguido com dinheiro da FAP.

 

O objetivo do Governo de Brasília com o Biotic é incentivar a inovação a partir da atividade de empresas de base tecnológica, escolhidas por intermédio de editais. As startups, empresas que estão no início de suas atividades e que buscam explorar atividades inovadoras no mercado, receberão atenção especial no edifício de governança. Para isso, o Sebrae instalou no local seu laboratório especialmente voltado para esse tipo de empreendimento. Esses laboratórios do Sebrae existem em outros locais do país, mas o do Biotic é o maior e o primeiro montado em um parque tecnológico.

 

No Biotic, o IFB quer fazer com que o conhecimento de seus alunos chegue às empresas. “O que queremos aqui é colocar o conhecimento acadêmico a serviço das necessidades do mercado”, adiantou o reitor do Instituto, Wilson Conciani. Por sua vez,  o presidente da Embrapa saudou a inclusão, no início do atual governo de Brasília, da biotecnologia nas atividades do Parque. Segundo Maurício Antônio Lopes, para manter seu protagonismo na agricultura mundial, o Brasil vai precisar de elementos da tecnologia, como a robótica e a inteligência artificial. O governador Rodrigo Rollemberg também evocou essa mudança, feita logo no primeiro ano de seu governo. Ele lembrou que a biotecnologia no Biotic é importante porque “estamos no cerrado, bioma com maior diversidade no planeta”.

 

A pretensão do Governo de Brasília  com o Biotic é fazer com que a capital do país amplie seu modelo econômico para além do serviço público. “Aqui nasce um novo modelo de desenvolvimento do Distrito Federal, um modelo baseado em inovação.

 

Existe vida além do estado, e o Biotic é essa oportunidade”, explica o secretário Valdir Oliveira, acrescentando que esse modelo aposta no jovem para apresentar soluções inovadoras também para governos. Segundo o secretário, o Biotic terá uma eterna renovação, pois a finalidade ali é que a empresa se desenvolva e passe a andar com suas próprias pernas, indo ao encontro de outras empresas que buscam soluções inovadoras com base na tecnologia. O titular da SEDICT explica que para estar no Biotic o empresário “pode procurar editais para ver se pode ocupar espaço ou pode vir para participar de eventos de capacitação”.

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo de Brasília

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000