Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/06/20 às 17h07 - Atualizado em 8/06/20 às 19h36

Combate aos efeitos econômicos da pandemia

Formação de capital humano de alto nível para atuação em novas tecnologias e soluções para o setor financeiro e para o combate dos reflexos da pandemia na economia local. Esses são os principais objetivos do projeto “LIFT Learning: Programa Distrital de Fomento a Startups Financeiras (Fintechs) no contexto da luta contra o SARS- Covid-19”, contratado nesta quinta-feira (05/06) pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-DF), por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF).

 

O apoio, no valor de R$ 563 mil, acontece no âmbito do Convênio 03/2020, iniciativa voltada para apoiar projetos e ações de pesquisa, inovação e extensão destinadas ao combate do Covid-19. O projeto irá atender ao terceiro eixo do Convênio, que prevê o fomento ao setor produtivo (startups, micro e pequenas empresas) que tenham por objetivo o desenvolvimento de ações e projetos de inovações tecnológicas e produtos que se enquadrem no combate à Covid-19 e às consequências da pandemia. 

 

O Lift Learning é um programa pensado dentro da estrutura do Banco Central para incentivar e acelerar o desenvolvimento de projetos que tragam inovações financeiras. Buscando fomentar o empreendedorismo de fintechs, pode ajudar a desenvolver diversos mercados úteis ao setor público. 

 

O presidente do Banco Central do Brasil (BCB), Roberto Campos Neto, destaca que o programa é uma importante iniciativa de fomento à inovação baseada em colaboração com alto potencial de geração de resultados ao Sistema Financeiro Nacional. “O programa contou com o envolvimento de mais de 100 pessoas, entre proponentes, servidores do Banco Central (BC), equipes das empresas apoiadores e parceiros. O Lift é um espaço virtual que promove a colaboração entre  fornecedores de tecnologias,  agentes da academia e  membros da sociedade, buscando aumentar a cidadania financeira, aprimorar o arcabouço legal que rege a atuação do BCB, aumentar a eficiência do sistema financeiro e reduzir o custo de crédito”, afirmou. 

 

O diretor presidente da FAPDF, Alessandro Dantas, ressalta o potencial da iniciativa para o desenvolvimento do mercado de fintechs no DF e para formação de capital humano em novas tecnologias voltadas para o setor financeiro: “O objetivo maior é a formação de capital humano de alto nível para atuação em novas tecnologias e soluções para o setor financeiro. Precisamos desenvolver nossa massa crítica de profissionais de alta performance nessa área para nos tornarmos um polo irradiador de inovação em soluções também para o setor financeiro”. 

 

De acordo com Ricardo Paixão, coordenador do projeto, “o intuito da parceria é integrar empresas atuantes nesse nicho de mercado e estudantes e jovens empreendedores brasilienses para o desenvolvimento de projetos e ações alinhados à agenda de desenvolvimento do Bacen e às necessidades do GDF para o enfrentamento dos efeitos socioeconômicos da pandemia”.

 

Como vai funcionar – Após análise de propostas com base em potencial inovador, possibilidade de escalabilidade da solução, verificação de alinhamento aos critérios do Convênio 03/2020 e do potencial de atendimento a demandas do DF relacionadas à pandemia, a coordenação do projeto já selecionou as iniciativas que serão apoiadas com o recurso da SECTI/FAPDF, que consistirá no pagamento de bolsas para os integrantes dos projetos. São elas: BRB, Vamos Parcelar, Pague Veloz e BX Blue.

 

O Lift Learning voltado para as soluções de fintechs para os efeitos da pandemia, com apoio da SECTI/FAPDF, tem duração prevista de seis meses. Durante os próximos dois meses, os proponentes passarão pela fase de fechamento de escopo dos projetos e, em seguida, terão quatro meses para execução e apresentação das soluções finais. 

 

Início da parceria – O Banco Central lançou o Lift Learning em novembro de 2019, quando também foi firmada a parceria com a SECTI/FAPDF com o intuito de desenvolver ações voltadas para inovação com fintechs no Distrito Federal. 

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000