Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/09/20 às 14h56 - Atualizado em 17/09/20 às 14h56

Confap e Wallonie-Bruxelles International firmam parceria para Cooperação Acadêmica e Científica entre Brasil e Bélgica

Memorando de Entendimento foi assinado pelo Confap e a WBI para o início da Cooperação Acadêmica e Científica entre brasileiros e belgas. (Imagem adaptada – videoconferência)

 

Na manhã desta quinta-feira (17/09) no Brasil, e fim da tarde – pela diferença de fuso horário – na Bélgica, representantes do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e da Wallonie-Bruxelles International (WBI), se reuniram por videoconferência, para firmar parceria entre as entidades, e estabelecer Cooperação Acadêmica e Científica entre o Brasil e a Bélgica.

 

O presidente do Confap, prof. Fábio Guedes Gomes, iniciou a reunião destacando a importância que o acordo terá para o lado brasileiro, aliado ao contexto da parceria existente entre o Conselho Nacional das FAPs e a União Europeia.

 

“Estamos muito contentes em ter assinado esse acordo com a WBI, justamente em um momento estratégico para a União Europeia, que está renovando junto com o Confap, Finep e CNPq o arranjo administrativo [para 2021-2027] que regula a cooperação em P,D&I. Também ficamos contentes com essa nova parceria, já que estamos em um momento em que a ciência terá importantes rumos para o futuro no mundo, em razão da atual pandemia. Nossos pesquisadores brasileiros irão se beneficiar muito com o intercâmbio e parceria com a Bélgica”, disse Guedes.

 

Localizada no coração da Europa, a Bélgica, também é o país-sede da União Europeia (em Bruxelas), que já vem consolidando uma importante parceira com o Confap ao longos dos últimos anos.

 

A presidente da WBI, Pascale Delcomminette também destacou o contentamento para o lado belga com a nova parceria.  “Contamos com uma ampla rede de centros de pesquisa, 7 universidades, que reúnem aproximadamente 11.500 pesquisadores de excelência.Também estamos muito felizes de implementar esse novo convênio com o Confap, que nos auxiliará na identificação e conexão com a rede de pesquisa brasileira. Para nós, é muito importante fomentar a mobilidade e internacionalização dos nossos pesquisadores, e o MoU [Memorando de Entendimento] assinado com o Confap, vai nos permitir conectá-los com os pesquisadores de todos os estados brasileiros, por meio das Fundações [FAPs]”, disse Delcomminette.

 

Sobre a WBI

 

A Wallonie-Bruxelles International (WBI) é a agência responsável pelas relações internacionais da Valônia e de Bruxelas, regiões e entidades federadas da Bélgica. Atua há mais de 15 anos como um instrumento de política internacional para a Valônia e a Comunidade Francesa da Bélgica (semelhante a um Ministério das Relações Exteriores), dando apoio a cientistas, pesquisadores e empresários na cooperação com parceiros internacionais, e facilitando a internacionalização de projetos de pesquisa acadêmica, inovação global e de transferência de conhecimento. Atualmente, a WBI possui diferentes acordos de cooperação – para contribuir especificamente para o desenvolvimento da Pesquisa Científica – com 27 países (ou províncias).

 

Memorando de Entendimento Confap-WBI

 

O  Memorando de Entendimento-MoU (do inglês, Memorandum of Understanding) assinado entre o Confap e a WBI, prevê a cooperação mútua para o financiamento de projetos de pesquisa; intercâmbio de pesquisadores brasileiros e belgas (Pós-Docs e estudantes de PhD); organização de seminários e workshops conjuntos; e preparação e coordenação de atividades de C,T&I conjuntas. O Memorando também aponta as áreas prioritárias para atuação, são elas: Ciência da Vida (Saúde e Tecnologias Médicas); Agricultura e Produção Agro-Alimentar; Engenharia (Mecânica e Física, Química e Energia, Aeroespacial, Materiais); Meio Ambiente; e Tecnologias Digitais. Além das áreas estratégicas, a parceria pretende incentivar a aproximação entre a academia e a indústria, com a finalidade de impulsionar a inovação nos dois países.

 

 

Delcomminette convidou os representantes do Confap, e das 26 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs), para realizar em conjunto, um seminário online em novembro deste ano, para apresentar as prioridades de ambos os países e começar a criar sinergias entre as entidades.

 

“Estamos prontos para iniciar nossa parceria, e no webinar em novembro, poderemos apresentar as prioridades da Bélgica, e as fundações brasileiras [FAPs] poderão apresentar suas respectivas prioridades acadêmicas e para pesquisa científica. Esse será o primeiro passo dessa importante parceria”, disse Delcomminette.

 

Os presidentes do Confap e da WBI alinharam também o lançamento de uma Chamada Pública para projetos de pesquisa por meio desta cooperação já no início de 2021.

 

Participaram da reunião, pelo lado brasileiro, o Prof. Fábio Guedes Gomes – Presidente do Confap e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), e  Elisa Natola – Assessora para Cooperação Internacional Brasil-Europa do Confap; pelo lado belga, Pascale Delcomminette – Presidente da WBI; Alexandre Gofflot – Chefe do Departamento da WBI na América Latina & Caribe; Julie Dumont – Adida de Ligação Científica da WBI no Brasil; e Marie Beheyt – Gerente de Projetos do Departamento de Pesquisa & Inovação da WBI.

 

Assessoria de Comunicação Social – Confap (Por: Fernando de Lucena)

Memorando de Entendimento foi assinado pelo Confap e a WBI para o início da Cooperação Acadêmica e Científica entre brasileiros e belgas. (Imagem adaptada – videoconferência)

 

Na manhã desta quinta-feira (17/09) no Brasil, e fim da tarde – pela diferença de fuso horário – na Bélgica, representantes do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e da Wallonie-Bruxelles International (WBI), se reuniram por videoconferência, para firmar parceria entre as entidades, e estabelecer Cooperação Acadêmica e Científica entre o Brasil e a Bélgica.

 

O presidente do Confap, prof. Fábio Guedes Gomes, iniciou a reunião destacando a importância que o acordo terá para o lado brasileiro, aliado ao contexto da parceria existente entre o Conselho Nacional das FAPs e a União Europeia.

 

“Estamos muito contentes em ter assinado esse acordo com a WBI, justamente em um momento estratégico para a União Europeia, que está renovando junto com o Confap, Finep e CNPq o arranjo administrativo [para 2021-2027] que regula a cooperação em P,D&I. Também ficamos contentes com essa nova parceria, já que estamos em um momento em que a ciência terá importantes rumos para o futuro no mundo, em razão da atual pandemia. Nossos pesquisadores brasileiros irão se beneficiar muito com o intercâmbio e parceria com a Bélgica”, disse Guedes.

 

Localizada no coração da Europa, a Bélgica, também é o país-sede da União Europeia (em Bruxelas), que já vem consolidando uma importante parceira com o Confap ao longos dos últimos anos.

 

A presidente da WBI, Pascale Delcomminette também destacou o contentamento para o lado belga com a nova parceria.  “Contamos com uma ampla rede de centros de pesquisa, 7 universidades, que reúnem aproximadamente 11.500 pesquisadores de excelência.Também estamos muito felizes de implementar esse novo convênio com o Confap, que nos auxiliará na identificação e conexão com a rede de pesquisa brasileira. Para nós, é muito importante fomentar a mobilidade e internacionalização dos nossos pesquisadores, e o MoU [Memorando de Entendimento] assinado com o Confap, vai nos permitir conectá-los com os pesquisadores de todos os estados brasileiros, por meio das Fundações [FAPs]”, disse Delcomminette.

 

Sobre a WBI

 

A Wallonie-Bruxelles International (WBI) é a agência responsável pelas relações internacionais da Valônia e de Bruxelas, regiões e entidades federadas da Bélgica. Atua há mais de 15 anos como um instrumento de política internacional para a Valônia e a Comunidade Francesa da Bélgica (semelhante a um Ministério das Relações Exteriores), dando apoio a cientistas, pesquisadores e empresários na cooperação com parceiros internacionais, e facilitando a internacionalização de projetos de pesquisa acadêmica, inovação global e de transferência de conhecimento. Atualmente, a WBI possui diferentes acordos de cooperação – para contribuir especificamente para o desenvolvimento da Pesquisa Científica – com 27 países (ou províncias).

 

Memorando de Entendimento Confap-WBI

 

O  Memorando de Entendimento-MoU (do inglês, Memorandum of Understanding) assinado entre o Confap e a WBI, prevê a cooperação mútua para o financiamento de projetos de pesquisa; intercâmbio de pesquisadores brasileiros e belgas (Pós-Docs e estudantes de PhD); organização de seminários e workshops conjuntos; e preparação e coordenação de atividades de C,T&I conjuntas. O Memorando também aponta as áreas prioritárias para atuação, são elas: Ciência da Vida (Saúde e Tecnologias Médicas); Agricultura e Produção Agro-Alimentar; Engenharia (Mecânica e Física, Química e Energia, Aeroespacial, Materiais); Meio Ambiente; e Tecnologias Digitais. Além das áreas estratégicas, a parceria pretende incentivar a aproximação entre a academia e a indústria, com a finalidade de impulsionar a inovação nos dois países.

 

 

Delcomminette convidou os representantes do Confap, e das 26 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs), para realizar em conjunto, um seminário online em novembro deste ano, para apresentar as prioridades de ambos os países e começar a criar sinergias entre as entidades.

 

“Estamos prontos para iniciar nossa parceria, e no webinar em novembro, poderemos apresentar as prioridades da Bélgica, e as fundações brasileiras [FAPs] poderão apresentar suas respectivas prioridades acadêmicas e para pesquisa científica. Esse será o primeiro passo dessa importante parceria”, disse Delcomminette.

 

Os presidentes do Confap e da WBI alinharam também o lançamento de uma Chamada Pública para projetos de pesquisa por meio desta cooperação já no início de 2021.

 

Participaram da reunião, pelo lado brasileiro, o Prof. Fábio Guedes Gomes – Presidente do Confap e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), e  Elisa Natola – Assessora para Cooperação Internacional Brasil-Europa do Confap; pelo lado belga, Pascale Delcomminette – Presidente da WBI; Alexandre Gofflot – Chefe do Departamento da WBI na América Latina & Caribe; Julie Dumont – Adida de Ligação Científica da WBI no Brasil; e Marie Beheyt – Gerente de Projetos do Departamento de Pesquisa & Inovação da WBI.

 

Assessoria de Comunicação Social – Confap (Por: Fernando de Lucena)

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000