Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/06/20 às 17h30 - Atualizado em 24/06/20 às 17h30

Emergências Epidemiológicas

Na última segunda-feira (22/06), a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF), instituição vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-DF), realizou audiência pública para debater sobre o projeto de implantação de um Centro Integrado de Inteligência, Gestão e Respostas a Emergências Epidemiológicas em Brasília. Esse é o objetivo da primeira chamada de 2020 do Programa Desafio DF (Edital 04/2020), que vai selecionar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação para colocar o projeto em prática. 

 

Realizada em ambiente virtual, por meio do aplicativo Cisco Webex, a audiência contou com mais de 40 participantes que puderam esclarecer dúvidas e apresentar críticas, sugestões e colaborações ao projeto. “Esse não é um edital da FAPDF, mas, sim, uma iniciativa do governo do Distrito Federal que tem foco em prestar serviços à população e buscar soluções não apenas para essa emergência sanitária que vivemos hoje, como também oferecer uma estrutura capaz de subsidiar a tomada de decisão futura diante dos próximos desafios que se apresentarem nesta área. Hoje enfrentamos a Covid-19, mas outras mutações desse mesmo vírus podem surgir e outras emergências epidemiológicas”, destacou o presidente da FAPDF, Alessandro Dantas.

 

O caráter integrativo da proposta também foi destacado pelo secretário executivo da SECTI-DF, Dayvson Franklin de Souza: “essa é uma missão conjunta nossa, em especial da SECTI e da FAPDF, e essa implementação da ciência, da tecnologia e da inovação realmente fazendo parte das ações de governo proporciona uma grande oportunidade, ainda que nesse momento difícil, de avançar e atingir as conquistas que a sociedade tanto precisa. Então a nossa participação é de total apoio e esperamos que, em conjunto, consigamos dirimir todos os problemas técnicos e avançar nesse projeto”.

 

A apresentação do projeto foi realizada pelo subsecretário de Inovação da Casa Civil do DF, Paulo Medeiro, que ressaltou a necessidade de contar com informações atualizadas e de qualidade disponíveis em tempo real para subsidiar as estratégias de ação do governo no enfrentamento de emergências epidemiológicas. “Temos acompanhado algumas crises que vêm ocorrendo no Brasil há algum tempo, na área ambiental, na área da saúde, e com essa pandemia nos deparamos com uma necessidade ainda mais veemente de implementar algo que gerencie melhor os riscos, especialmente na área de doenças, nesse momento. Estamos vendo o aprendizado do mundo inteiro nesse momento e aqui no DF adotamos uma metodologia de trabalho diferente porque identificamos que se isso não fosse feito não teríamos informações suficientes para tomar decisões. E hoje aqui buscamos mais ideias inovadoras para implementar aquilo que a gente

Atual sala do situação Comitê

acredita que seria importante para o Distrito Federal”. 

 

O projeto –  “Já desenvolvemos esse trabalho. Todo mundo vem acompanhando as decisões do GDF quanto às medidas de combate À Covid-19 e essas decisões não são tomadas aleatoriamente. Temos um trabalho de análise de causas e efeitos dessas decisões, mas isso foi construído muito rapidamente, com as instalações e softwares disponíveis para termos um local que pudesse oferecer essas respostas”, explica Paulo Medeiro, durante a apresentação do projeto

 

O principal objetivo é contar com informações que subsidiem a tomada de decisão, a criação de leis, com base em dados, inteligência e evidências. “Utilizamos, hoje, uma sala próxima ao gabinete do governador que conta com vários videowalls, criamos um sistema usando ferramentas gratuitas, o Google nos ajudou fornecendo ferramentas para criar esses bancos. Temos robôs em Python que coletam dados, consolidam e fazem upload para o Google Sheets e, de lá, transfere para Google Slides. Outro sistema faz atualizações de minuto em minuto. Fomos o primeiro estado da Federação a fazer isso e os resultados do DF estão aí mostrando que conseguimos um melhor controle sobre os números”, detalha o subsecretário de Inovação da Casa Civil. 

 

Com o projeto, a ideia é criar uma estrutura mais profissional para atuar nessa gestão de riscos, envolvendo diversos órgãos do GDF. A proposta prevê a atuação integrada de Governadoria e Vice-Governadoria; Secretarias de Governo, Saúde, Segurança Pública, Desenvolvimento Social, Justiça e Cidadania, Ciência, Tecnologia e Inovação; órgãos de controle. 

 

A proposta prevê duas fases para implementação. A 1ª fase consiste na estruturação dessa solução de análise de dados, usando os mais modernos conceitos tecnológicos, como O intuito é utilizar recursos em diversas áreas: Big Data, dashboards, Robotic Process Automation (RPA), Inteligência Artificial (IA), aplicativos móveis, Internet das Coisas (IoT). Já a 2ª fase prevista é a criação de um espaço físico para a instalação da sala de situação.

 

Conceito para futuras instalações (imagem meramente ilustrativa)

 

Pleito atendido – As principais críticas apresentadas ao projeto foram referentes ao prazo para submissão de propostas à Chamada 001/2020, que se encerraria na próxima sexta (26/06). Alguns pesquisadores participantes da audiência frisaram a necessidade de mais tempo não apenas para estruturar as propostas de forma completa, mas também para buscarem parcerias e se articularem para desenvolver projetos interdisciplinares. 

 

Diante das exposições, o Conselho Diretor da FAPDF deliberou quanto à possibilidade de extensão do prazo durante reunião realizada nesta terça-feira (23/06) e autorizou a prorrogação por 25 dias. Assim poderão ser submetidas propostas à Chamada até o dia 11/07. 

 

Canal aberto – Para quem não pôde participar ou não conseguiu se manifestar dentro do tempo previsto durante a audiência, ainda é possível contribuir. Basta enviar dúvidas, críticas, sugestões ou colaborações para a equipe da Superintendência Científica, Tecnológica e de Inovação (SUCTI/FAPDF) pelos e-mais cootec@fap.df.gov.br ou sucti@fap.df.gov.br. As contribuições serão recebidas enquanto a Chamada estiver aberta para recebimento de propostas, ou seja, até do dia 11/07.

 

A íntegra do vídeo da audiência pública e a apresentação do projeto do Centro Integrado de Inteligência, Gestão e Respostas a Emergências Epidemiológicas feita pelo representante da Casa Civil estão disponíveis no site da Fundação, na aba “Audiências Públicas” do menu “Transparência” (http://www.fap.df.gov.br/audiencias-publicas/). O vídeo também está disponível no canal da Fundação no Youtube (@fapdf). 

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000