Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/03/19 às 17h25 - Atualizado em 8/03/19 às 17h28

Inaugurada Escola Superior do Cerrado

O Jardim Botânico de Brasília (JBB) inaugurou na manhã desta sexta-feira, 8 de março, a Escola Superior do Cerrado (ESC) no Centro de Excelência do Cerrado (Cerratenses). Inaugurada no dia em que o JBB comemora 34 anos de existência, a Escola oferecerá cursos de graduação e pós-graduação em parceria com a Fundação Universidade Aberta do Distrito Federal (Funab). Inicialmente, será oferecido o Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental e, posteriormente, Gestão de Recursos Hídricos e Gestão de Resíduos Sólidos. O diretor-presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal, Alexandre André dos Santos, prestigiou o evento.

 

A diretora do JBB, Aline De Pieri, explica que a iniciativa visa atender a uma demanda dos brasilienses, que estão cada vez mais inseridos nas questões ligadas ao meio ambiente, e preencher uma lacuna de vagas em ensino público no DF. “Nosso intuito é formar cidadãos nessa área, além de cumprir uma missão do Jardim, que é educação ambiental orientada a preservação da biodiversidade”, complementou.

 

O diretor da Funab, Jorge Amaury Maia Nunes, destacou a importância de uma instituição de ensino superior dedica à gestão ambiental. “É preciso louvar a concepção de uma escola do cerrado, com a preocupação de formar em gestão ambiental e sustentável, formar pessoas que saibam respeitar o meio ambiente. Conheci o projeto da Escola Superior do Cerrado há pouco tempo e fiquei encantado com o que vi, inclusive com o aspecto físico do prédio, estrutura que se integra ao meio ambiente se destruir. Só isso já me dá a dimensão da preocupação que seus idealizadores tiveram com relação à implementação dessa atividade no cerrado”.

 

Já o deputado distrital Leandro Grass declarou apoio ao JBB na luta pela preservação do Cerrado e ressaltou a importância de combater crimes como a grilagem de terras. “Esse espaço é muito simbólico, pois gestão e academia têm que caminhar juntos. Política pública só é bem feita quando baseada em evidências e não apenas com base em voluntarismo. Além disso, é preciso também a participação social, pois a política pública é feita para a sociedade e tem que ser feita com ela, e não apenas para ela. Então gostaria de saudar todos os gestores que tomam conta desse espaço e dizer que estamos juntos em defesa do meio ambiente, especialmente do nosso cerrado. Hoje o maior inimigo do cerrado é a grilagem de terras, um problema histórico do DF que tem deteriorado e degradado a nossa cidade e a gente precisa assumir isso e colocar nossa energia para enfrentar essa questão com firmeza”.

 

O secretário de Meio Ambiente do DF, Sarney Filho, participou do evento representando o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, em nome de quem garantiu o apoio do GDF ao JBB. “No mundo de hoje, com quase 8 bilhões de habitantes, aquilo que se aquilo que se retira da natureza ela já não consegue repor. Brasília é a unidade da federação que mais cresce ultimamente e é a menor. Então, ter espaços como esse é um privilégio e nós devemos intensificar e ajudar para que esses espaços cada vez mais possam prestar os serviços sociais, ambientais e de sustentabilidade, de educação ambiental à sociedade”.

 

A Escola – A Escola funcionará com uma metodologia diferenciada em que os alunos aprenderão através da solução de problemas apresentados como se já fossem profissionais da área. Com a ajuda dos professores, os estudantes tentarão resolver as questões. Os tutores virão do quadro do GDF e são profissionais da área ambiental. Eles receberão treinamento para trabalhar com essa modalidade de ensino e dividirão sua carga horária semanal de trabalho entre a instituição de vínculo e a ESC.

 

Atendendo a uma demanda por cursos de graduação de curta duração para que o aluno possa entrar mais cedo no mercado de trabalho, a Escola desenvolveu uma grade curricular de cinco semestres. A cada semestre concluído, o estudante recebe uma habilitação certificada que poderá ser usada para conseguir um bom emprego. No caso específico do curso de Gestão Ambiental da ESC o aluno sai habilitado como: Técnico em Agente de Defesa Ambiental, Técnico de Controle de Meio Ambiente, Viveirista Florestal e ao final do curso, Gestor Ambiental.

O curso de pós-graduação será voltado, principalmente, para funcionários do GDF que trabalhem em órgãos ambientais, mas que não tenham graduação ou expertise nessa área.

 

No Brasil, somente os jardins botânicos do Rio de Janeiro e São Paulo oferecem cursos regulares de pós-graduação na área de Botânica.

 

Comemoração – A comemoração dos 34 anos do JBB contou, ainda, com a inauguração do Jardim Polonês na Alameda das Nações e Estados, segundo país a ocupar o espaço reservado para o projeto que tem o objetivo de representar os cinco continentes por meio de sua biodiversidade e valores culturais. No fim semana (dias 9 e 10), haverá programação cultural diversificada e a ideia é proporcionar aos visitantes momentos de lazer em meio à natureza, sempre com foco na valorização do meio ambiente. A equipe da Educação Ambiental do JBB fará passeios pelas trilhas ecológicas, de trenzinho pelas principais atrações da unidade além de exibição de vídeos com a temática ambiental.

 

Com informações da Ascom/JBB

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo de Brasília

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000