Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/03/20 às 13h53 - Atualizado em 25/03/20 às 13h53

Parceria contra a pandemia

Nesta terça-feira (24/03), o presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF), Alessandro Dantas, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Gilvam Máximo e a reitora da Universidade de Brasília (UnB), Márcia Abrahão, realizaram reunião on-line para alinhar parcerias estratégicas para o combate ao novo coronavírus (Covid-19). 

 

Entre as ações discutidas está a oferta, ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-DF), de cinco máquinas de testagem para auxiliar no diagnóstico da doença. Quatro das máquinas estão hoje alocadas no Instituto de Ciências Biológicas (IB) e uma na Faculdade UnB Ceilândia (FCE). Outra possibilidade é a produção de álcool em gel em larga escala pela farmácia-escola do Hospital Universitário (HUB). Há, ainda, proposta para a fabricação de máscaras e para a implantação de salas de situação em 100 localidades do DF e do Entorno, entre outras.

 

Para o presidente da FAPDF, em momentos de crise é preciso valorizar e utilizar ainda mais o conhecimento produzido pelas universidades. “Diante de uma pandemia como a que estamos enfrentando em todo o mundo, é imprescindível atuar de forma integrada e apoiar cada vez mais o desenvolvimento das capacidades criativas e técnicas da comunidade acadêmica para encontrar maneiras seguras e efetivas para lidar com os desafios atuais”, afirmou Alessandro Dantas.

 

É exatamente o alto potencial UnB para atuar no enfrentamento do Covid-19 que a reitora da UnB, Márcia Abrahão, destaca e disponibiliza: “a UnB tem grande capacidade de dar apoio ao GDF e à sociedade do DF para superarmos esta pandemia, inédita para todos nós. Temos pesquisadores de alto nível e máquinas que podem ajudar enormemente os gestores públicos. Nossos estudantes também estão muito motivados para colocar em prática o conhecimento que já adquiriram”. 

 

Outras iniciativas – A Reitoria da Universidade criou, na última segunda-feira (23/03), o Comitê de Pesquisa, Inovação e Extensão de Combate à Covid-19 da UnB. O Comitê é presidido pela decana em exercício do Decanato de Pesquisa e Inovação (DPI), Cláudia Amorim, e tem participantes de 14 unidades da instituição.

 

A Universidade ficou de apresentar à FAPDF, até a próxima quarta-feira (1º/4), uma lista de projetos prioritários. “O Comitê já fez a primeira reunião hoje [terça] e irá fazer uma chamada interna de projetos já amanhã. Com isso, vamos prospectar iniciativas, que podem incluir parceiros externos à UnB”, pontuou a Cláudia Amorim, que também participou da conversa com Secti e FAPDF.

 

Ficou acertado que a Secretaria de Saúde do DF, provavelmente por meio de representantes do Lacen, e o HUB serão convidados para analisar e priorizar os projetos da UnB a serem encaminhados à Fundação de Apoio.

Outra instituição com quem a Universidade de Brasília deve firmar parceria institucional é a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Em ofício enviado à administração da UnB na última sexta-feira, a instituição propõe a criação de uma Unidade de Inteligência Cooperativa para enfrentamento da Covid-19. “Este é um momento em que gestores públicos e institutos de pesquisa precisam estar de mãos dadas. Somente com a colaboração de todos vamos conseguir enfrentar adequadamente o difícil cenário posto pelo vírus”, afirmou a reitora Márcia Abrahão.

 

Recentemente, a UnB encaminhou ao Ministério da Educação propostas com foco no combate à pandemia de Covid-19. A instituição aguarda, agora, retorno quanto ao repasse de recursos e orçamento para a viabilização dos projetos.

 

Com informações da UnB

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo de Brasília

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000