Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/06/19 às 16h04 - Atualizado em 27/06/19 às 16h04

Último seminário do Edital 08/2016 mostra projetos voltados para educação, cultura popular e organização urbana do DF

No dia 25 de junho aconteceu a terceira e última rodada de apresentação de resultados de pesquisas fomentadas no âmbito do Edital nº 08/2016, voltado para o desenvolvimento de projetos dedicados a pesquisa histórico-documental sobre memória, identidade cultural e patrimônio material e imaterial de Brasília.

 

Capital e periferia

A pesquisadora Maria Fernanda Derntl investigou a hipótese de que o Plano Piloto e as cidades-satélites foram criados e desenvolveram-se de modo articulado e interdependente, tendo por base padrões similares, tanto na escala da organização urbana como na maneira de se conceber o território e questionou a visão usual de que as cidades-satélites teriam sido uma falha na criação da capital e motivo de descaracterização de sua ideia original.

 

Para tanto, foram realizadas visitas de campo e a órgãos técnicos, consultas a especialistas, levantamento de fontes e bibliografias e elaborados mapas sequenciais e bases gráficas. Entre outros aspectos, o trabalho indicou a importância das cidades-satélites para o desenvolvimento social, econômico, cultural e demográfico do DF.

 

A partir da pesquisa foram gerados oito artigos científicos e uma dissertação de mestrado.

 

Contato da coordenadora: Fernanda_d@yahoo.com.br

 

Museu da Educação

O projeto “Portal Museu da Educação do Distrito Federal: salvaguarda e divulgação da memória da educação”, coordenado pela pesquisadora Maria Paula Vasconcelos D´escragnolle Taunay, foi realizado com os objetivos de salvaguardar a materialidade da memória da educação do Distrito Federal; ampliar suas territorialidades e temporalidades; oferecer ferramentas de interatividade e divulgar a pesquisa e o acervo junto ao público escolar.

 

Para realizar o projeto, foram elaborados questionamentos para conhecer o perfil dos usuários disponíveis à realização de interatividades. Neste quesito, sobre a profissão dos pesquisados, 33,3% são professores, 16,7% são estudantes e 50% possuem outras profissões. Todos os usuários utilizavam com regularidade a internet e confirmaram positivamente o interesse do público-alvo.

 

Outro dado importante analisado o conhecimento do usuário quanto ao projeto Museu da Educação do Distrito Federal antes de acessar o portal. Essa análise indicou que 63,2% já conheciam e outros 31,6% não.

 

Sobre o interesse do usuário ao tema apresentado no portal, 89,5% de respostas foram positivas e 10,5% declararam um interesse parcial. Outros 78,9% declararam que consultariam novamente o portal, enquanto 21,1% negou interesse em voltar a consulta-lo.

 

Quando questionados se o portal ofereceria maior visibilidade à história da educação de Brasília, 97% dos participantes responderam positivamente.

 

Quanto aos aspectos visuais, o portal foi classificado como ótimo por 63,2% dos usuários e como bom por 36,8%. A avaliação dos instrumentos de interatividade recebeu a menção de ótimo em 55,6% das respostas e 38,9% utilizaram a menção bom no mesmo quesito.

 

Em relação à exposição das informações no portal, a avaliação dos usuários foi de 52,6% ótimo, 36,8% bom e 10,5% ruim, conforme dados coletados.

 

Contato da coordenadora: mariapauladevasconcelos@gmail.com

 

Cultura popular

Coordenado pela pesquisadora Pamela Elizabeth Morales Arteaga, o projeto “Retratos das Culturas Populares e Tradicionais do Distrito Federal” buscou revelar o nível de desenvolvimento territorial das Culturas Populares e Tradicionais que se estabelecem no Distrito Federal.

 

A partir de formulário de pesquisa e grupos focais, o estudo caracterizou os setores de artesanato, circo e cultura popular, descrevendo suas participações na cadeia de economia criativa urbana. Como objeto de pesquisa foram consideradas as regiões administrativas de Brazlândia, Gama, Paranoá, Planaltina, São Sebastião e Taguatinga.

 

Todos os projetos e ações artísticos identificados foram organizados por RA no site do projeto: https://www.retratosdaculturapopulardodf.com/. A pesquisa também resultou em um mapa educativo das culturas populares do DF, no livreto “Retratos da Cultura Popular do DF”, além da realização de oficinas e cursos e participação em eventos como o Congresso Internacional em Governo, Administração e Politicas Públicas 2017.

 

Contato da coordenadora: pam.morales.a@gmail.com

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000