Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/10/21 às 14h54 - Atualizado em 6/10/21 às 14h54

Com apoio da FAPDF, colóquio debate modelos de gestão universitária inovadora para UnDF

 

Nos dias 4 e 5 de outubro, aconteceu o “Colóquio Universidade do Distrito Federal – UnDF Professor Jorge Amaury Maia Nunes: entre o projeto e a criação – diálogos sobre a universidade que queremos”. O evento on-line discutiu modelos de gestão universitária inovadora e apresentou a estrutura e os modelos de sucesso na implementação de políticas ou ações voltadas para o Ensino, Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico em Instituições de Ensino Superior (IES).

 

A iniciativa faz parte das ações previstas no projeto “Uma Universidade Distrital”, que está sendo executado pelo Cebraspe, e pela Universidade do Distrito Federal Professor Jorge Amaury Maia Nunes (UnDF), com o apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal (FAPDF).

 

Na abertura do colóquio, a Reitora Pro Tempore da UnDF, Simone Benck agradeceu aos presentes e a toda equipe que integra a UnDF. “A UnDF nasce em um momento necessário, em uma perspectiva oportuna, e como um vetor de transformação social para a nossa sociedade e para as pessoas que tanto demandam por uma educação de qualidade. Sou muito grata pela participação e dedicação de todos e me comprometo com a transparência, a dedicação e com o cuidado na condução desse importante projeto”, afirmou. “Estou certa de que, de onde o professor Jorge Amaury Maia Nunes estiver, ele nos iluminará neste evento, que vai ser um momento importante para todos e para a construção do futuro da nossa UnDF”, completou.

 

O Presidente da FAPDF, Marco Antonio Costa Júnior, ressaltou que a criação da Universidade do Distrito Federal sempre esteve entre as prioridades do governador Ibaneis Rocha, que delegou à FAPDF a missão de apoiar o desenvolvimento deste projeto de pesquisa que, agora, subsidia a consolidação da UnDF. “Tenho certeza de que, durante esse evento, muito conhecimento será gerado e compartilhado com toda a equipe que vem trabalhando na construção da UnDF. “Em breve, entregaremos mais esse presente para a população do Distrito Federal”, disse.

 

A Diretora-Geral do Cebraspe, Adriana Veska, também participou da mesa de abertura, onde destacou os avanços do projeto “Uma Universidade Distrital” e ressaltou a importância do evento. ”Já concluímos e apresentamos os estudos de viabilidade, entregues antes da criação da Lei que criou a UnDF, estamos finalizando as pesquisas de modelos inovadores de gestão democrática e, ainda neste evento, iremos apresentar os resultados do benchmarking”, destacou. “Esperamos que esse evento seja uma oportunidade para fortalecermos o espírito democrático que sempre deve permear o fazer universitário e, assim, chegarmos à UnDF que queremos”, ressaltou.

 

A programação também teve a participação da Secretária de Educação do DF, Hélvia Paranaguá, que, em sua fala, ressaltou a importância do fortalecimento da função democrática do acesso, bem como a socialização dos saberes, tendo como foco primordial a construção do cidadão contextualizado do seu papel frente aos mais diversos desafios elencados nos cenários mundial, nacional e distrital.

 

Conferência de abertura – O evento também contou com uma conferência de abertura sobre “Os sentidos da educação superior pública: uma universidade minimamente errante?”, com o professor e filósofo Walter Omar Kohan.

 

Com a moderação da professora da Universidade Regional de Blumenau – FURB e membro das comissões de implantação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana – Unila e da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – Unilab, Stela M. Meneghel, o evento ainda teve uma sessão especial sobre “Os Desafios das Comissões de Implantação – relatos de experiência”. Participaram dos debates o membro da comissão de implantação da Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB, o professor Naomar de Almeida, o membro da comissão de implantação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – Unilab, Paulo Spellere, e o membro da comissão de implantação da Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS, Dilvo Ristoff.

 

Resultados do benchmarking – “Políticas Públicas e Gestão Universitária” foi o tema da primeira mesa de debates do evento, realizada na tarde desta segunda-feira. Com a moderação do assessor especial da UnDF, Lucas Máximo, o debate contou com a participação da Diretora Executiva do Cebraspe, Claudia Griboski, do professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Angelo Luiz Cortellazo e do diretor do Instituto de Pesquisas e Estudos em Administração Universitária (INPEAU), Pedro Melo.

 

Cláudia Griboski apresentou os resultados dos estudos de benchmarking, finalizados pelo Cebraspe no mês de setembro, e cumprimentou os presentes. “Quero agradecer a todos, em especial à equipe do Centro, que tem trabalhado intensamente para o desenvolvimento das etapas do projeto”, disse. “Quando construímos esse projeto de pesquisa, a UnDF ainda era uma proposta e, hoje, ela já está criada, tem equipe comprometida, reitora empossada e trabalha na dinamicidade das interações para a construção das políticas da instituição”, completa.

 

Em sua apresentação, Pedro Melo destacou a importância da reformulação dos modelos de gestão universitária. “Esse evento é uma excelente oportunidade de conhecer os novos modelos de gestão universitária empreendidos nas instituições do país e de pensarmos na gestão que queremos para implantar em nossas instituições”, disse. “Torço para que a UnDF venha com esse conceito novo, de olhar com bastante cuidado para os que estão responsáveis pela gestão e que preparem essas pessoas para que possam desenvolver bem o ensino e desenvolvimento tecnológico em suas instituições. Desejo que a UnDF possa ser, em breve, um modelo para outras instituições dentro e fora do país”, completa.

 

Já o professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Angelo Luiz Cortellazo, agradeceu pelo convite e ressaltou a importância da legislação para a gestão universitária, apresentando um rico panorama legal e normativo. “Para a UnDF, o momento agora é de muito trabalho, muita discussão produtiva e evolução do que se espera. O sonho da criação da UnDF já é uma realidade. Agora é permitir que a universidade, enquanto instituição pública, se some ao referenciamento do ensino superior do país, demonstrando na prática como o ensino, a pesquisa, e a extensão pode,-se construir na sua base e na sua constituição”, disse.

 

A segunda mesa de debates discutiu sobre “Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico na Educação Superior – PI&D”, das 16h às 17h30, com a moderação da superintendente Científica, Tecnológica e de Inovação da FAPDF, Renata Vianna. Os debates contaram com colaboração da Decana de Pesquisa e Inovação e professora do Departamento de Ciências da Computação da Universidade de Brasília (UnB), a professora Maria Emília Machado Telles Walter, e da Pró-Reitora de Pesquisa e Inovação do Instituto Federal de Brasília (IFB), Giovanna Megumi Ishida Tedesco.

 

Segundo dia de evento – Nesta terça-feira (5), a terceira mesa debaterá o tema “Universidade tecnologicamente avançada e inovadora”, com a moderação do superintendente de Inovação e Tecnologia do Senai – Departamento Nacional (Senai-DN), Jefferson de Oliveira Gomes. Os debates serão conduzidos pelo conselheiro acadêmico do Inteli, Maurício Garcia e pelo professor Celson Pantoja Lima, gerente-executivo da Rede de Ensino Superior do Senai/SC.

 

De 11h às 13h, iniciam as apresentações da quarta e última mesa do evento, que abordará o tema “Arquiteturas Acadêmicas e Avaliação da Educação Superior”, com a moderação do presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho de Educação do Distrito Federal, José Luiz Villar Mella. Os debates contarão com as apresentações da representante da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Marília Costa Morosini, do professor da UnB, José Vieira de Sousa, e da professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina – IFSC, Maria Clara Schneider.

 

Já a sessão de encerramento terá o tema “Percepções e Desafios para a implantação da UnDF – Jorge Amaury”, das 13h às 13h20, com a exposição da Reitora Pro Tempore da UnDF, Simone Benck, e da Diretora Executiva do Cebraspe, Claudia Griboski.

 

Fonte: Cebraspe

Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000