Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/06/23 às 11h49 - Atualizado em 12/03/24 às 14h43

FAPDF entrevista Camila Farani

COMPARTILHAR

Presidente da FAPDF, Marco Antônio Costa Júnior, discursa durante evento no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENTREVISTA

CAMILA FARANI *

 

Em entrevista exclusiva à Ascom da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF), a palestrante Camila Farani – empreendedora, investidora e educadora brasileira – falou sobre os principais temas relacionados à tecnologia e à inovação. O bate-papo ocorreu nos bastidores da plenária do Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília, na noite do dia 31 de maio deste ano. Cofundadora da G2 Capital e umas das 500 pessoas mais influentes da América Latina, segundo ranking da Bloomberg Linea, Camila é lembrada como um dos principais investidora-anjo do país. A palestra “Inova-Te” foi um dos grandes atrativos da abertura do evento Tech Night Summit, ocorrido no mesmo dia da realização do 5° Simpósio Internacional de Segurança, destinado aos especialistas do setor, empresários, representantes de instituições policiais e organizações da sociedade civil. O simpósio – realizado pela Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) – e o Tech Night tiveram o apoio da FAPDF, que conta, por exemplo, com o programa Start BSB 2023 – principal produto de incentivo às startups, para impulsionar o empreendedorismo inovador no Distrito Federal.

 

ASCOM/FAPDF –  A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) conta com o programa Start BSB 2023 – principal produto de incentivo às startups, visando impulsionar o empreendedorismo inovador na capital federal. São mais de R$ 10 milhões em recursos. Serão fomentadas 63 startups.

Qual é a importância desse fomento (capital semente), para geração de novos negócios ou novas empresas no Distrito Federal?

 

CAMILA – Quando você tem um investimento, não só intelectual mas também financeiro, permitem-se que muitas ideias e muitos projetos se transformem em negócios e geração de emprego e na movimentação da economia, mas, principalmente, em realizações. Então, os sonhos, obviamente, os sonhos com o pé no chão, são os sonhos que mudam o mundo. São grandes histórias de pessoas que sonharam num determinado momento e que puderam ter algum tipo de suporte – ou não – e, ainda assim, elas continuam tudo isso que a gente está vivendo hoje. Então, você ter um suporte financeiro é maravilhoso. Eu, realmente, fico muito feliz. Só tenho que parabenizar pela iniciativa.

 

ASCOM/FAPDF – Considera importante o aporte de capital semente feito pelo Estado (FAPDF), para empreendimentos que possa escalar e vir se tornar um Unicórnio?

 

CAMILA – Eu acho que a iniciativa privada, cada vez mais, tem chamado a responsabilidade para si. Mas, olhar o setor público e ver como ele consegue dar esse suporte, isso é um grande incentivo à inovação, à economia, à geração de emprego, mas, principalmente, isso é um grande incentivo de que as pessoas, que o setor público estão olhando para isso, estão fomentando, permitindo que cada vez mais jovens sejam empreendedores.

 

ASCOM/FAPDF – Se a inovação é considerada o fator mais importante para o desenvolvimento econômico, como aplicar a tecnologia com excelência, visando ao fomento do desenvolvimento científico e tecnológico no âmbito do serviço público?

 

A tecnologia tem que ser entendida como ferramenta. Então, ela é um meio de se conseguir uma coisa. Então, é importante investir, não só em pesquisas e desenvolvimento, mas em validação da tecnologia, porque ela não vem pronta. Os clientes não vêm prontos para poder consumir aquela tecnologia. Então, é importante que você valide aquela tecnologia com seus potenciais clientes, com seus futuros clientes, com quem a gente chama de ‘nicho de mercado’, com suas personas. Que você aprimore e continue aprimorando e validando cada vez mais.

 

ASCOM/FAPDF –  O Governo do Distrito Federal, por meio da FAPDF, preza por fortalecer o empreendedorismo e a inovação, pilares fundamentais para o crescimento e a sustentabilidade da economia do Distrito Federal.

Qual o papel das parcerias estratégicas no fomento de inovação tecnológica?

 

CAMILA – (Tem) toda a importância, porque a gente precisa de um ecossistema. Então, a gente precisa dos investidores, que precisam dos empreendedores, que, ao mesmo tempo, com suporte, os investidores crescem com as agências de fomento, com as subvenções cada vez mais fortes, com as aceleradoras, com as incubadoras, com os grandes atores desse cenário, chamando a responsabilidade para si, criando mais oportunidades. Então, sem dúvida nenhuma, é de extrema importância.

 

ASCOM/FAPDF –  Qual o papel do Estado empreendedor, dos Fundos de Investimentos e dos investidores locais?

 

CAMILA – A gente tem o papel do Estado, trazendo esse olhar, esse apoio que é muito importante. Então, você pega um empreendedor que está começando. Para você conseguir ter uma rede de apoio, é, muitas vezes, até mais importante do que ele está construindo. Então, as parcerias, as ideias e os suportes públicos, cada vez mais, têm ganhado espaço. Mas é importante fazer isso com relevância, com profundidade, capilarizando cada vez mais.

 

ASCOM/FAPDF –   Sua trajetória de sucesso, nacional e internacionalmente, como um dos nomes de destaque do setor produtivo, principalmente, para o desenvolvimento de projetos, é um incentivo às startups. Qual o conselho para o empreendedor que busca captar recursos para desenvolver seus projetos?

CAMILA – Escolher quem são seus investidores, escolher como aplicar o capital da melhor forma, entender que ele (empreendedor) precisa validar antes de sair por aí, gastando todo dinheiro. E o mais importante: entender que ele não vai virar um Unicórnio de um dia pra noite. Cada vez mais a gente fala de sustentabilidade do caixa. Ele precisa entender como equalizar sustentabilidade financeira, sustentabilidade do meio ambiente. É preciso conseguir trazer pessoas e, ao mesmo tempo, manter o caixa saudável.

 

 

Por Lucíola Barbosa

 

* Investidora e empreendedora há mais de 20 anos, período em que se tornou uma grande influência para homens e mulheres sobre capital de risco, principalmente nas seis temporadas em que esteve no programa Shark Tank Brasil.

 

 

 

 

 

Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000